← Back to portfolio

Mais que ganha pão, empreender pode ser rota de fuga para mulheres em situação de violência

Published on

O Dia 19 de Novembro é o Dia Global de Empreendedorismo feminino, a data foi criada em 2014 pela Organização das Nações Unidas. E aqui no Brasil, quinto país que mais mata mulheres em todo o planeta, o empreendedorismo acaba funcionando como uma chave de libertação de relacionamentos abusivos vividos por mulheres.

Nesta reportagem, feita em parceria com o cinegrafista Willian Corrêa e com os editores Flávia Freitas e André Luiz Dias, falei sobre os dados da Pesquisa Anual do Instituto Rede Mulher Empreendedora, que, este ano, incluiu informações sobre abuso conjugal. 

Entre os números mais impactantes, estão o de mulheres que já foram agredidas por maridos ou companheiros. E, ainda, quantas delas conseguiram quebrar o ciclo da violência através da independência financeira e da auto estima obtidas através do empreendedorismo.

No site do Instituto RME, dá pra conhecer um pouco mais o trabalho feito pela Ana Fontes e analisar outros recortes do levantamento que usei nesta reportagem, além de conhecer as demais pesquisas feitas pela Rede. 

A reportagem publicada no site da GloboNews está aqui.

Subscribe to get sent a digest of new articles by A PRISCILLA MORAES

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.